1. Ser mãe
  2. Criar um bebê
  3. Cuidados e alimentação dos bebês

Padrões de verificação de fatos do Flo

Todo o conteúdo do Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

5 tipos de cercadinhos de bebê que você pode escolher  

Em 1922, uma mulher norte-americana chamada Emma Read inventou a primeira versão de cercadinho para bebês. Ela precisava oferecer ar fresco e luz do sol para seus dois filhos pequenos, mas vivia em uma cidade grande com prédios de vários andares. Seu cercadinho era chamado de "gaiola portátil de bebês" e ficava pendurado com suportes do lado de fora da janela.

Hoje, os cercadinhos ou chiqueirinhos são usados na maioria das vezes por segurança e conveniência. Eles são uma ótima opção para colocar o bebê no chão enquanto você se exercita, faz faxina ou prepara uma refeição. 

Atualmente, nós temos muito mais opções do que os pais tinham nos anos 1920. Os chiqueirinhos são muito mais seguros e oferecem vários acessórios e funções. Aqui estão os cinco tipos principais de cercadinhos para bebês disponíveis: 

1. Cercadinho desmontável

Um cercadinho desmontável é uma ótima opção para manter bebês de várias idades protegido do que está ao seu redor, como animais ou crianças mais velhas. Eles geralmente são quadrados ou retangulares, com a base encostada no chão ou muito próxima a ele. 

Esse tipo de cercadinho é o mais versátil. Alguns são feitos para viagem e podem ser guardados em uma bolsa de transporte. Outros têm acessórios para bebês e pais. Eles são uma ótima opção quando há espaço limitado, já que alguns podem virar um moisés para que crianças bem novinhas durmam no quarto dos pais. 

Isso é particularmente útil para mães que amamentam, já que você não precisa sair do quarto. Com todas as opções disponíveis, os cercadinhos desmontáveis têm uma ampla variedade de preços. 

2. Grade expansível para bebês

As grades expansíveis são uma boa opção quando uma grade permanente não pode ser instalada. Elas são feitas de metal, madeira ou tela e geralmente já vêm prontas para a instalação, sem precisar de montagem.

3. Grades de proteção independentes para bebês

Essas grades de proteção são bastante portáteis. Elas podem ser usadas dentro de casa para evitar que o bebê entre em determinada área ou podem ser colocadas externamente quando não houver uma cerca no local. 

Elas são feitas de painéis de plástico ou metal e normalmente vêm separadas para facilitar o armazenamento. No entanto, como essas grades foram projetadas para ser independentes, elas podem não ser tão estáveis quanto outros tipos de cercadinhos para bebês.  

4. Cercadinho com portão

O cercadinho com portão difere dos outros porque ele geralmente não tem fundo. Muitos desses chiqueirinhos se parecem com grades de plástico conectadas em um formato circular. Elas são independentes, com uma das grades funcionando como um portão. 

Esses cercadinhos são bastante portáteis, já que muitos deles vêm completamente separados e podem ser empilhados. Eles podem ser usados dentro ou fora de casa, quando o tempo permitir. Por geralmente serem feitos de plástico, são fáceis de limpar. 

5. Cercadinho com trocador

Como mencionado acima, os cercadinhos de bebê hoje estão disponíveis em muitas opções diferentes. Uma das variedades que você pode achar extremamente útil é um cercadinho com trocador. 

Ele pode ser acoplado à parte superior das laterais do cercadinho para facilitar o acesso quando for preciso trocar a fralda do bebê. 

Muitos vêm com bolsos que ficam por cima do cercadinho para guardar fraldas, lenços umedecidos, cremes, loções, mamadeiras etc. O trocador pode ser removido para que o bebê brinque ou durma.

Certifique-se de prestar atenção às recomendações do fabricante sobre a altura e o peso ao usar qualquer tipo de cercadinho. Eles geralmente são restritos a bebês que pesam menos do que 11 kg e têm menos do que 90 a 101 cm de altura.

Como escolher um cercadinho seguro para o bebê

Há várias coisas que são absolutamente necessárias ao escolher um cercadinho seguro para o bebê. Se for de madeira, suas ripas não devem ter mais do que 5 cm entre uma e outra, como um berço. 

Todas as superfícies de acabamento devem ser livres de farpas ou lascas de tinta. Se houver uma grade acoplada, ela deve estar presa aos trilhos de forma segura. 

Posicione um colchão de pelo menos 2,5 cm de espessura no fundo do cercadinho do bebê. Não deve haver dobradiças, parafusos ou rebites expostos que possam ferir a criança ou representar risco de ser engolidos. 

Se as laterais forem feitas de tela, o material deve ser entrelaçado firmemente (sem aberturas maiores do que 0,6 cm). Isso reduz o risco de as roupas enroscarem nele. Não deve haver rasgos ou furos na malha ou no tecido/vinil que cobre a estrutura do cercadinho.  

Como saber se seu filho está muito grande para um cercadinho

A maioria dos cercadinhos modernos é feita para acomodar crianças de até 91 cm de altura, devido à altura exigida (por lei) para as laterais. Ao ultrapassar os 91 cm, a maioria das crianças consegue escapar por cima das laterais. Isso pode causar ferimentos. 

Os especialistas em segurança de produtos infantis recomendam que você deixe de usar um cercadinho se seu filho conseguir escapar por cima dele, independente da altura da criança.  

Cercadinhos podem ser extremamente úteis para pais colocarem o bebê no chão em um local seguro enquanto fazem diversas atividades ou para mantê-lo longe de outras crianças ou animais domésticos. Lembre-se de que um bebê colocado em um cercadinho nunca deve ser deixado sem supervisão. 

Esses produtos devem ser usados de acordo com as recomendações do fabricante para garantir um local seguro para o bebê dormir ou brincar e dar a você uma oportunidade de descansar, se exercitar ou se arrumar.

https://www.aap.org/en-us/about-the-aap/aap-press-room/Pages/American-Academy-of-Pediatrics-Announces-New-Safe-Sleep-Recommendations-to-Protect-Against-SIDS.aspx

https://www.cpsc.gov/s3fs-public/pdfs/playpen.pdf

https://www.consumerreports.org/cro/play-yards/buying-guide/index.htm

https://health.howstuffworks.com/pregnancy-and-parenting/baby-health/infant-health/how-to-choose-baby-equipment4.htm

https://www.bestconsumerreviews.com/play-yard-reviews/

Leia em seguida