Biblioteca de saúde
Biblioteca de saúde
Calculadoras
Calculadoras
Sobre
Sobre
    O Flo a Dois chegou! Descubra as vantagens do app e saiba como criar sua conta

    Menstruar durante a gestação: é possível?

    Atualizado em 15 de fevereiro de 2022 |
    Publicação 31 de maio de 2019
    Informação verificada
    Revisão médica por Anna Klepchukova, MD, Anna Klepchukova, MD, ACIM — Diretora científica na empresa Flo
    Padrões de verificação de fatos do Flo

    Todo o conteúdo da Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

    Ainda que digam o contrário, não é possível menstruar durante a gravidez. No entanto, é comum ter algum sangramento leve marrom-escuro ou rosa-claro no começo da gestação.

    Gravidez com menstruação: é possível?

    Ainda que muitas mulheres possam ter sangramento vaginal intermitente durante a gravidez, não é possível menstruar. A menstruação acontece apenas na ausência da gestação.

    Por que você pode "menstruar" durante seu primeiro trimestre

    Apesar de parar de menstruar durante a gestação, é possível que as mulheres ainda tenham algum sangramento. Isso não indica necessariamente um problema subjacente, mas é importante entender a causa para saber se você deve consultar um médico.

    O sangramento tende a ocorrer mais frequentemente no primeiro trimestre da gestação do que no segundo ou terceiro. Estimativa-se que cerca de 25 a 30 por certo das grávidas tenham um sangramento leve em algum momento do primeiro trimestre. Há uma série de razões para isso.

    Sangramento de nidação

    Refere-se ao sangramento leve que ocorre cerca de 10 a 12 dias após a concepção, na época em que sua menstruação seria esperada. No entanto, esse sangramento é mais leve do que uma menstruação normal e dura poucos dias. Ele ocorre por causa da implantação do óvulo fertilizado no revestimento uterino (nidação).

    Mudanças no colo do útero

    O sangramento pode ocorrer logo depois de engravidar em decorrência das mudanças no colo do útero, particularmente após ter uma relação sexual. Contanto que não haja infecção, não é preciso se preocupar com isso.

    Outras causas

    Um sangramento intenso que mais parece com a menstruação no primeiro trimestre da gravidez pode indicar algo mais sério, incluindo:

    • gravidez ectópica;
    • infecção;
    • aborto espontâneo;
    • gravidez molar;
    • descolamento ovular, também conhecido como hematoma subcoriônico (sangramento entre a placenta e a parede do útero);
    • doença trofoblástica gestacional (DTG), um raro grupo de tumores que surgem a partir das células que normalmente dão origem à placenta.

    Sangramento em estágios mais avançados da gestação: por que isso acontece

    O sangramento durante o segundo e o terceiro trimestres é possível, embora não seja comum, e pode indicar que há algo errado. Se você isso ocorrer, é importante ir ao médico.

    As possíveis razões para um sangramento no meio ou no final da gravidez incluem:

    • Relações sexuais: fazer sexo no meio ou no final da gestação pode causar algum sangramento leve pelo aumento da sensibilidade dos tecidos cervicais e vaginais nesse período.
    • Placenta prévia: nessa condição, a placenta está localizada perto da abertura cervical ou sobre ela. Não há outros sintomas além do sangramento vaginal, e ela pode dificultar o trabalho de parto e o parto em si.
    • Descolamento de placenta: o descolamento de placenta é uma emergência médica que ocorre no final da gestação, quando a placenta começa a se separar do revestimento uterino antes do nascimento do bebê. Pode causar sangramento vaginal intenso, assim como cólicas e dores abdominais fortes.
    • Ruptura uterina: a ruptura uterina ocorre quando os músculos do útero se rompem ou se separam durante o trabalho de parto. É considerada uma emergência médica, pois pode resultar em sangramento vaginal descontrolado. Embora seja rara, a condição ocorre com mais frequência em mulheres que têm um histórico de cirurgia uterina ou cesariana.

    Quando você deve ir ao médico

     Embora um sangramento leve durante o primeiro trimestre geralmente não seja nada com que se preocupar, o sangramento acompanhado por outros sintomas pode indicar algo mais sério, e você deve ir ao médico imediatamente. Esses sintomas incluem:

    • cólicas e dor;
    • desmaio ou tontura;
    • coágulos ou sangramento intenso;
    • dor intensa na pelve e barriga.

    Você também deve ir ao médico se o seu sangramento for vermelho vivo e intenso o suficiente para encharcar um absorvente externo. Dor pélvica e sangramento vaginal nos estágios iniciais da gestação podem indicar uma gravidez ectópica. Se você suspeita disso, vá ao médico o quanto antes. 

    Histórico de atualizações

    Versão atual (15 de fevereiro de 2022)

    Revisão médica por Anna Klepchukova, MD, Anna Klepchukova, MD, ACIM — Diretora científica na empresa Flo

    Publicação (31 de maio de 2019)

    Neste artigo