Biblioteca de saúde
Biblioteca de saúde
Calculadoras
Calculadoras
Sobre
Sobre
    O Flo a Dois chegou! Descubra as vantagens do app e saiba como criar sua conta

    O que é corrimento rosado? Por que isso acontece?

    Atualizado em 28 de novembro de 2022 |
    Publicação 06 de dezembro de 2022
    Informação verificada
    Revisão médica por Dra. Jenna Beckham, Obstetra e ginecologista, WakeMed, North Carolina, EUA
    Padrões de verificação de fatos do Flo

    Todo o conteúdo da Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

    Percebeu um corrimento rosado ou rosa claro na sua calcinha? Uma ginecologista explica o que é o corrimento rosado, fala quais são as causas e revela quando você deve se preocupar.

    A cor da secreção vaginal normal pode variar de transparente a branca leitosa. Por isso, ver um corrimento rosado ou rosa claro na calcinha pode causar preocupação, especialmente para quem não está menstruada. Mas saiba que é algo muito comum.

    A Dra. Jenna Flanagan, obstetra, ginecologista e participante da Junta Médica do Flo, explica que o corrimento rosado não precisa causar uma preocupação imediata. “Provavelmente, a cor rosada é causada por um corrimento com sangue em pequena quantidade”, explica ela. 

    Neste artigo, a Dra. Flanagan descreve tudo o que você precisa saber sobre o corrimento rosa, desde a origem da cor até quando fazer uma avaliação médica.

    O que é corrimento rosado?

    Para começar, é importante saber que a secreção vaginal é algo normal. Esse é um termo genérico usado para descrever qualquer fluido ou muco fora do período menstrual produzido pelas glândulas dentro da vagina e do colo do útero ao longo do ciclo, com a função de manter a vulva limpa, úmida e protegida de infecções. 

    Você provavelmente sabe o que é normal para você e, se está lendo isso, deve estar se perguntando o que pode ser o corrimento rosado. Na grande maioria das vezes, isso acontece quando há uma mistura de sangue fresco e secreção. Dá para saber que é sangue fresco porque quanto mais tempo fica fora da corrente sanguínea e em contato com o ar, mais o sangue escurece. Isso se chama oxidação. É por isso que você pode ter um corrimento marrom no final da menstruação. 

    “O sangue pode ter diversas origens, incluindo a vulva, a vagina, o colo do útero ou o útero”, explica a Dra. Flanagan.

    Como o Flo pode ajudar você?

    Qual é a cor do corrimento vaginal normal?

    O que é considerado normal vai variar, é claro, de pessoa para pessoa. Mas saber o que um profissional de saúde classifica como normal ajuda a identificar quando há algo errado. “A secreção vaginal normal pode ser transparente, amarelada, branca ou uma combinação desses tons”, explica a Dra. Flanagan. “Durante o ciclo menstrual, a secreção se mistura ao sangue e pode assumir tons de vermelho vivo a ferrugem ou marrom, vermelho escuro ou rosa”.

    A secreção pode ser aquosa, leitosa, cremosa, pastosa ou viscosa, e você provavelmente notará que a consistência muda ao longo do ciclo. Isso se deve às flutuações hormonais. 

    Você conhece seu corpo melhor do que ninguém. Por isso, se notar mudanças na secreção vaginal, incluindo corrimento rosado, vale a pena investigar com ajuda médica. Registrar sua secreção em algum calendário menstrual pode ajudar. Além de ter todas as informações necessárias para a consulta em um só lugar, você também poderá identificar padrões mês a mês. Assim, é mais provável que você saiba se o corrimento rosa está relacionado ao ciclo.

    É normal ter corrimento rosado depois da menstruação?

    O corrimento rosa pode ocorrer a qualquer momento do seu ciclo. Mas se corrimento rosado aparece antes ou depois da menstruação, a explicação pode ser bem simples. Como mencionamos acima, há uma boa chance de que seja apenas um pouco de sangue misturado com a secreção normal.

    “Normalmente, quando o ciclo menstrual está bem no começo ou já no fim, pode haver corrimento rosa”, explica a Dra. Flanagan. Durante o ciclo menstrual, “células sanguíneas saem do útero. Quando pequenas quantidades se misturam à secreção vaginal normal, que é transparente ou branca, a cor fica rosa”.

    O período menstrual não é a única causa possível de corrimento rosado. Logo antes da ovulação, quando os ovários liberam um óvulo, seus níveis de estrogênio aumentam. Isso faz com que o revestimento do útero engrosse, preparando-se para a gravidez. Após a ovulação, se você não conceber, os níveis de estrogênio cairão novamente. Isso pode causar um sangramento de escape leve, que acontece fora do período menstrual normal. A secreção pode se misturar com o sangramento de escape que sai do útero, tornando-se rosa. 

    Se você tiver mudado recentemente para um método contraceptivo hormonal, como a pílula anticoncepcional, ou colocado um dispositivo intrauterino (DIU ou SIU) ou ainda feito um implante, poderá notar um sangramento leve fora do período menstrual. Até 50% das mulheres têm sangramento mais leve durante os primeiros meses de uso de contraceptivos hormonais, então isso é normal. Da mesma forma, dependendo do tipo de DIU inserido, estima-se que cerca de 20% das mulheres apresentem sangramento leve. 

    Ocasionalmente, o sangramento entre períodos menstruais também pode ser um sintoma de outros problemas de saúde. Por exemplo, corrimento incomum e sangramento de escape estão ligados à síndrome dos ovários policísticos, uma condição comum que afeta o funcionamento dos ovários. Também estão associados a problemas de tireoide, miomas (nódulos não cancerosos), pólipos e algumas infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). 

    No entanto, nem sempre é o caso e essas condições geralmente apresentam outros sintomas além do sangramento de escape. Mas, se você tiver algum receio, procure aconselhamento médico para avaliar os sintomas. 

    É normal ter cólica e corrimento rosa?

    Sim, cólicas e corrimento rosa são muito comuns durante o período menstrual. Voltando para a Dra. Flanagan: “Quando a secreção ocorre no início ou durante o ciclo menstrual, o corrimento rosado pode estar associado a cólicas”, confirma ela. Na verdade, estima-se que mais da metade das pessoas sentem dor por um ou dois dias no período menstrual.

    “Além disso, caso você esteja grávida ou tentando engravidar, saiba que algumas mulheres têm cólicas leves e notam um corrimento rosado, conhecido como sangramento de implantação”, explica a Dra. Flanagan. “É quando o óvulo fertilizado se implanta no revestimento uterino, o que leva algumas mulheres a ter cólica e corrimento rosa, pois uma pequena quantidade de sangue é expelida do útero durante o processo de implantação”. 

    O sangramento de implantação acontece entre 10 e 14 dias após a concepção e pode durar alguns dias. A cor rosa vem da mistura de sangue e secreção, mas não é comum notar coágulos no sangramento de implantação.

    Geralmente, o corrimento rosado dura poucos dias e pode ser explicado por atividades e fatores recentes.

    Qual pode ser a causa do corrimento rosado?

    Embora muitas vezes o sangue seja a causa do corrimento rosa, não é necessariamente relacionado à menstruação. “O corrimento rosado pode ter diversas origens”, explica a Dra. Flanagan. Por exemplo: 

    • Vulva: a mistura de secreção vaginal com fluidos decorrentes de uma lesão ou ferida na vulva (pele externa da área da vagina) pode levar a um corrimento rosado. Raspar ou depilar com cera os pelos da vulva pode causar pequenas lesões. Exercícios intensos podem causar irritação na pele, o que também pode fazer com que a secreção vaginal fique rosa.
    • Vagina e colo do útero: pequenos cortes ou lacerações na vagina após o sexo não são incomuns. O tecido vaginal é bastante delicado, e inserir algo na vagina pode causar irritação ou trauma. Isso pode fazer com que a secreção fique rosa. Um pólipo (pequeno nódulo benigno) na vagina ou no colo do útero pode causar sangramento de escape, que geralmente é leve e rosado. Algumas ISTs, como gonorreia e clamídia, podem causar irritação e levar ao corrimento rosa. Além disso, problemas vaginais, como vaginose bacteriana, infecções do trato urinário e candidíase, também podem causar inflamação do colo do útero ou da vagina e causar corrimento com sangue com aspecto rosado.
    • Útero: sangrar fora do período menstrual pode ser um sinal de nódulos benignos no útero, chamados pólipos. Esses tumores não cancerosos também estão associados à dor no pé da barriga e na lombar.

    Por fim, “constipação e hemorroidas, que são veias dilatadas na abertura do ânus, podem sangrar e causar o aparecimento de sangue rosa claro no papel higiênico”, explica a Dra. Flanagan. É totalmente normal se preocupar ao notar um corrimento rosado ou sangramento de escape saindo da vagina ou do ânus. Em caso de preocupação, marque uma consulta médica para investigar a situação.

    O que fazer ao notar que sua secreção vaginal está rosada

    Monitorar seu ciclo em um app como o Flo pode ajudar você a entender melhor o que é normal para seu corpo e quais mudanças podem ter feito a secreção vaginal ficar rosa. 

    “Monitore em que ponto do ciclo você está quando a secreção ocorre, pois isso ajuda bastante”, orienta a Dra. Flanagan. Conseguir identificar fatores desencadeantes, como sexo, prisão de ventre, exercícios intensos ou tentativas de conceber, pode ajudar seu médico a descobrir o motivo do corrimento rosado.  

    “Se a secreção persistir ou aparecerem outros sintomas, como dor, ardor e coceira, ou se você achar que pode ser gravidez, consulte um profissional de saúde”, aconselha a Dra. Flanagan. “Normalmente, o corrimento rosado dura poucos dias e pode ser explicado por atividades e fatores recentes”.

    Corrimento rosado: conclusão

    A boa notícia é que, na maioria das vezes, a origem do corrimento rosado é fácil de explicar e, portanto, fácil de tratar. Se você só nota o corrimento rosado antes ou depois da menstruação, em geral, não tem com o que se preocupar. Porém, se um corrimento com sangue aparecer entre os períodos menstruais e, principalmente, você tiver outros sintomas, como dor ao urinar ou durante as relações sexuais, cólicas ou corrimento rosado com odor desagradável, é melhor fazer exames para descartar qualquer problema de saúde.

    Para conhecer os padrões do seu corpo, é bom usar um aplicativo como o Flo, que conta com um calendário menstrual completo e uma calculadora gestacional. Ao registrar os vários tipos de secreção vaginal e sintomas, estresse e atrasos na menstruação, você guarda informações muito importantes para seu médico fazer um diagnóstico completo.

    Referências

    Albers, Janet R., et al. “Abnormal Uterine Bleeding.” American Family Physician, v. 69, n. 8, abril de 2004, p. 1915–26. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    Lichtin, Alan. “Does Blood Turn Blue?” Cleveland Clinic, 5 de maio de 2022, https://health.clevelandclinic.org/what-color-is-blood/. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    Reed, Beverly G., e Bruce R. Carr. “The Normal Menstrual Cycle and the Control of Ovulation.” Endotext, editado por Kenneth R. Feingold et al., MDText.com, Inc., 2018. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    Sim, Michelle, et al. “Vaginal Discharge: Evaluation and Management in Primary Care.” Singapore Medical Journal, v. 61, n. 6, junho de 2020, p. 297–301. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    “Vaginal Discharge.” NHS, https://www.nhs.uk/conditions/vaginal-discharge/. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    Villavicencio, Jennifer, e Rebecca H. Allen. “Unscheduled Bleeding and Contraceptive Choice: Increasing Satisfaction and Continuation Rates.” Open Access Journal of Contraception, v. 7, março de 2016, p. 43–52. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    “Mirena- Birth Control”, Women’s Health Matters, https://www.womenshealthmatters.ca/health-centres/sexual-health/birth-control/mirena/. Acesso em: 15 de agosto de 2022.

    Histórico de atualizações

    Versão atual (28 de novembro de 2022)

    Revisão médica por Dra. Jenna Beckham, Obstetra e ginecologista, WakeMed, North Carolina, EUA

    Publicação (06 de dezembro de 2022)

    Neste artigo