Biblioteca de saúde
Biblioteca de saúde
Calculadoras
Calculadoras
Sobre
Sobre
    O Flo a Dois chegou! Descubra as vantagens do app e saiba como criar sua conta

    Sangramento após a relação sexual: causas, tratamentos e dúvidas

    Publicação 27 de março de 2023
    Informação verificada
    Padrões de verificação de fatos do Flo

    Todo o conteúdo da Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

    Muita gente nota um pequeno sangramento durante e depois do sexo, o que pode estragar o clima. Mas por que isso acontece? E como evitar que volte a ocorrer? Uma especialista do Flo explica tudo.

    Imagine esta cena: você acabou de transar e dá um pulo no banheiro para fazer aquele xixi básico (algo bom para se prevenir contra infecções urinárias). Ao se limpar, você nota sangue no papel higiênico.

    Quem já passou por isso sabe que a situação pode causar preocupação. O pensamento que logo vem é “o que está errado comigo?”. Mas a boa notícia para quem se preocupa se é normal sair sangue depois da relação é que isso acontece com muita gente: até 9% das mulheres que menstruam já tiveram sangramento após o contato sexual. “[É] algo que acontece com muitas pessoas de vez em quando, e normalmente não significa nada grave”, explica a Dra. Jennifer Boyle, ginecologista obstetra do Massachusetts General Hospital, Massachusetts, EUA. 

    Portanto, deve ser um alívio saber que o sangramento pós-coito ou sinusorragia (termo médico para o sangramento vaginal sem relação com a menstruação) não é incomum. Além disso, em muitos casos, não há motivo para se preocupar. Ainda assim é uma boa ideia agendar uma consulta ginecológica para ter certeza de que está tudo bem. 

    Para tirar suas dúvidas, a Dra. Boyle explica o que pode causar o sangramento depois da relação e o que fazer se você encontrar sangue no lençol. Antes de mais nada: o que é de fato a sinusorragia ou sangramento pós-coito?

    O que é sangramento pós-coito?

    Coito não é uma palavra que se ouve todos os dias. O que não é surpresa nenhuma, considerando que o termo não inspira sensualidade. Para quem não sabe, coito significa “ato sexual”. Portanto, sangramento pós-coito nada mais é do que um termo técnico para um sangramento durante a relação ou após o sexo. É bom lembrar que não se trata do sangue da menstruação.

    Notar no lençol um leve sangramento após um momento de intimidade pode causar alarme, principalmente quando você não sabe de onde veio. Dá para entender o pânico que bate nessa hora, mas o primeiro passo é descobrir de onde vem o sangue. O mais provável é que a origem esteja no útero, no colo do útero, na vagina ou em outros órgãos e tecidos na região vaginal, como o ânus. E esse sangramento pode ter várias causas, como infecções sexualmente transmissíveis, lesões na vagina ou ressecamento vaginal. Vamos falar mais sobre isso abaixo. 

    Pode ser um sinal de endometriose?

    A Assistente de Saúde do Flo ajuda você a entender os sintomas e explica os possíveis motivos.

    Quanto tempo dura o sangramento após a relação sexual?

    Assim como no caso de várias outras dúvidas quando o assunto é sexo, é difícil determinar quanto tempo dura o sangramento depois da relação. Na verdade, isso depende do motivo. Embora seja possível tratar alguns casos de sangramento pós-coito em casa, outras situações exigem uma consulta médica para exames e tratamentos mais completos. Notar apenas algumas gotas de sangue não é nada muito preocupante, mas quando o sangramento é intenso, é necessário procurar ajuda médica imediatamente. O sangramento pode durar poucos minutos ou mais tempo. 

    Se algum episódio de sangramento durante ou depois da relação preocupa você, é melhor fazer uma consulta ginecológica. Não existe pergunta constrangedora: especialistas dessa área já ouviram todos os problemas sexuais que você possa imaginar. Portanto, nada de timidez! É importante contar tudo para que seja possível determinar os próximos passos. 

    É normal sangrar na hora da relação ou depois do sexo?

    Em algum momento da vida, muita gente vai passar pela experiência de ter um pequeno sangramento após a relação sexual ou durante o sexo. É difícil afirmar de forma decisiva o que é “normal” ou não. Na maioria das vezes, isso depende da quantidade de sangue e se acontece com regularidade. Por isso, embora seja bastante comum sair sangue depois da relação, o ideal é buscar aconselhamento médico. 

    Se você notou apenas algumas gotas de sangue no papel higiênico ou no vaso sanitário, pode até parecer que está fazendo tempestade em copo d’água. Mas essa não é a maneira correta de pensar. É muito melhor buscar aconselhamento ginecológico do que ficar se preocupando em casa. Por outro lado, se sair sangue depois do sexo ou durante a relação for algo que aconteça com frequência, é importante agendar logo uma consulta ginecológica. Como a Dra. Boyle diz, “sempre vale a pena fazer exames para ter certeza”. 

    Como parar o sangramento após a relação

    É complicado saber o que fazer para parar de sangrar após o sexo quando não temos certeza da causa. É por isso que é importante informar ao ginecologista o que está acontecendo. “Às vezes, não descobrimos a causa da sinusorragia”, explica a Dra. Boyle. Mas isso não impede os médicos de tentar. Como parte da investigação do problema, provavelmente você vai precisar falar sobre seu histórico médico na consulta ginecológica. Pode haver perguntas sobre mudanças na sua menstruação (por exemplo, se está mais intensa ou irregular) e a ocorrência de sangramento de escape fora do período menstrual. 

    Às vezes, é difícil se lembrar de todos os detalhes relacionados aos padrões de sangramento. É por isso que usar um app como o Flo é útil para monitorar o ciclo e registrar tudo o que acontece com mais facilidade. Além de servir como calendário menstrual, o Flo também oferece artigos explicativos sobre vários assuntos, como corrimento vaginal aquoso

    Pode ser que seu médico ou médica também pergunte se você teve relações sexuais com novas pessoas, quando foi seu último teste de Papanicolau e se houve alguma mudança no odor, cor ou consistência da secreção vaginal. Talvez seja necessário passar por um exame físico para verificar se existe alguma laceração ou irritação na vulva e dentro da vagina, já que essas são possíveis causas de sangramento. Além de testes para detectar infecções, se seu último Papanicolau tiver sido há mais de três anos, pode ser que esse exame seja solicitado.

    Todas essas análises e perguntas podem ser cansativas e parecer invasivas, mas são importantes para que seu ginecologista consiga determinar o motivo do sangramento pós-coito. Com isso, ele vai poder ajudar você a encontrar a solução. 

    Quais são as causas do sangramento durante ou após o sexo? 

    Como já mencionamos, o sangramento após a relação pode ser causado por diversos motivos. Uma das respostas mais óbvias para essa pergunta é que sua menstruação pode ter começado. Por isso é muito útil monitorar o ciclo com um calendário menstrual, como o Flo. Assim sua menstruação não pega você de surpresa.

    Porém, se você tiver certeza de que não está menstruando, o que será que significa um sangramento após relação? Veja a seguir uma lista de possíveis causas.

    Ferimentos na vagina durante o sexo 

    Graças à pornografia, a tendência é achar que “quanto maior, melhor”. Só que pênis ou brinquedos sexuais volumosos demais podem causar feridas na vagina e sangramento. Durante a prática do sexo violento, a fricção pode ser maior, resultando em ferimentos. Mesmo que você se sinta à vontade com sexo bruto ou até seja entusiasta de uma pegada mais hardcore, a vagina é sensível e delicada. Na verdade, ela nem sempre suporta ser infinitamente cutucada, pressionada e agredida sem proteção e cuidados. 

    Se o sexo for doloroso ou você notar que está sangrando após a relação, converse com a outra pessoa. Talvez você precise usar mais lubrificante ou demorar mais nas preliminares para facilitar a penetração. É bom lembrar que, seja qual for seu fetiche, o sexo tem que ser mutuamente seguro e prazeroso. Então a primeira coisa a fazer é chegar a um acordo.

    Infecções ou inflamações 

    O sangramento após a transa pode ser sintoma de diversas infecções e condições. Algumas delas, como a candidíase e a vaginose bacteriana, são provocadas por desequilíbrios na microbiota vaginal. Mas há também infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como tricomoníase, clamídia e gonorreia, que causam sinusorragia.

    Se, além de sangramento após a relação, você apresenta outros sintomas, como corrimento incomum, ardência ao urinar, dor durante o sexo, e inchaço ou erupção na região da vulva, agende uma consulta ginecológica. Seu médico ou médica vai examinar você, pedir testes para infecções sexualmente transmissíveis e explicar as opções de tratamento. 

    Ressecamento vaginal 

    Como mencionamos acima, quanto mais molhado melhor na hora do sexo. Por isso, o ressecamento vaginal (também conhecido como vaginite atrófica ou atrofia vaginal) pode deixar o sexo desconfortável e doloroso. Por sorte, isso é fácil de explicar e resolver com ajuda médica. 

    O ressecamento vaginal está relacionado ao uso de alguns tipos de pílula anticoncepcional, antidepressivos e medicamentos para resfriados e alergias. Essa condição também se torna mais comum com a proximidade da menopausa (em média, por volta dos 51 anos). O motivo é que os níveis de estrogênio despencam, o que pode afetar a quantidade de secreção vaginal. Essa queda hormonal também resulta em afinamento, ressecamento e inflamação do tecido vaginal e da vulva. Com isso, tudo fica bem seco lá embaixo. Mas a boa notícia é que há muitas maneiras fáceis de lidar com esse problema.

    Antes de mais nada, não tente fazer as coisas de maneira apressada. É essencial relaxar e se preparar para o sexo (principalmente com penetração). Quando o corpo está excitado, o fluxo sanguíneo aumenta nos órgãos genitais, inclusive no revestimento vaginal. Isso provoca a passagem de fluidos, o que umidifica os tecidos. Em suma, é lubrificante grátis! E se você quiser dar uma ajuda ao seu corpo, existem lubrificantes à base de água que imitam os fluidos corporais. 

    No caso do ressecamento causado pela menopausa, é possível usar todos os dias um hidratante vaginal (o ideal é aplicar com regularidade) para reidratar a mucosa da vagina. Um breve conselho: antes de usar qualquer produto novo, busque aconselhamento médico. 

    Alterações no colo do útero

    O colo do útero é um canal em formato cilíndrico que conecta a vagina ao útero. Apesar de bem pequeno, tem uma importância enorme. Por exemplo, ele se dilata na hora do parto e impede que absorventes internos se percam dentro do corpo. Não falamos que era importante?

    O surgimento de nódulos ou tumores no colo do útero é um dos motivos de sangramento depois de uma relação sexual. A palavra “tumor” pode parecer assustadora, mas tente não se preocupar. Especialistas da área sabem identificar e diagnosticar essas ocorrências com os exames apropriados. Em muitos casos, o tratamento é fácil. 

    Uma condição causadora do sangramento vaginal é a ectopia cervical. Ela acontece quando as células do interior do colo do útero (área chamada de endocérvice) crescem na parte externa. É provável que essas células sangrem com o atrito durante o sexo, resultando no aparecimento de gotas de sangue. Os pólipos são uma outra causa de sangramento após relação sexual com origem no colo do útero. São tumores benignos no epitélio do colo do útero. Em casos muito raros, o sangramento após a relação pode ser um sinal de câncer cervical, uterino ou vaginal. É por isso que é tão importante sempre procurar aconselhamento médico. Mas não se precipite com preocupações desnecessárias, pois as chances de isso ocorrer são muito pequenas.

    É bom manter registros de sangramento após o sexo ou entre uma menstruação e outra (o que você pode fazer no campo de “Notas” do Flo). Assim você tem as informações de padrão e frequência de que vai precisar durante a consulta. Agende a consulta médica o mais rápido possível: não ache que você precisa identificar um padrão primeiro.

    Relatórios sobre o ciclo

    Durante a consulta, mostrar os dados sobre sintomas e tendências do seu ciclo vai ajudar seu médico ou médica a ter uma noção melhor do quadro.

    Quais são as causas do sangramento após o sexo anal?

    A pele do ânus também é muito delicada e sensível. Isso significa que, durante o sexo anal, a fricção pode causar lacerações que provocam dor e sangramento. Isso pode ser chamado de fissura anal. A penetração com pênis, dedos ou brinquedos sexuais também pode fazer com que as veias dilatadas no ânus (condição conhecida como hemorroida) se rompam e sangrem. 

    É muito importante procurar ajuda médica se você apresentar sangramento durante ou após o sexo anal. Pode não ser uma conversa muito agradável, mas é essencial contar na consulta tudo o que está acontecendo para que seja possível determinar o que você deve fazer. 

    Sangramento após o sexo durante a gravidez: você deve se preocupar?

    Se você estiver esperando um bebê, já deve ter notado que o corpo muda de várias maneiras estranhas e maravilhosas. Uma das mudanças é o surgimento de muitos vasos sanguíneos no colo do útero. Na hora da transa, eles podem sangrar, mas uma pequena quantidade de sangue desacompanhada de dor não é motivo para preocupação. Ainda assim, é aconselhável ir a uma consulta médica sempre que surgirem novos sintomas durante a gravidez. Mas se você sentiu dor e teve um sangramento intenso durante ou após a relação, busque ajuda médica imediatamente.

    “[O sangue] não deve sair tão rápido ou em quantidade que vaze pelo absorvente. Não deve ter a mesma intensidade da menstruação”, explica a Dra. Boyle. “Um sangramento intenso durante a gravidez é sempre motivo de preocupação e motivo para ligar para seu médico imediatamente”.

    Sangramento intenso após a relação sexual: quando buscar ajuda médica

    Seja por causa de poucas gotas de sangue no papel higiênico ou uma grande mancha no lençol, pode ser difícil saber quando é necessário fazer uma consulta ginecológica após sangrar na hora da relação. A conclusão? Não importa a quantidade de sangue, procure ajuda. 

    “O sangramento pós-coito é um motivo válido para fazer uma consulta médica, mesmo que não seja intenso ou não aconteça há muito tempo”, conclui a Dra. Boyle. 

    Sangramento após a relação sexual: conclusão 

    Embora em algum momento da vida muita gente tenha sangramento após a relação sexual, isso não torna a situação menos alarmante. O sangramento durante e após o sexo pode ter várias causas, sendo que muitas delas não são graves. 

    Como regra geral, é bom informar seu ginecologista se isso ocorrer. Talvez seja necessário fazer alguns exames, inclusive para descartar uma possível infecção. É melhor sempre ter certeza do que está acontecendo com seu corpo. 

    Escrito por Ella Braidwood

    Referências

    Anal Fissure. NHS, www.nhs.uk/conditions/anal-fissure/. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Bleeding after Sex: What You Should Know. Cleveland Clinic, 10 out. 2022, health.clevelandclinic.org/what-should-you-do-if-you-bleed-after-sex/.

    Cervical Ectropion. Cleveland Clinic, my.clevelandclinic.org/health/diseases/23053-cervical-ectropion. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Cervical Polyps. Mount Sinai Health System, www.mountsinai.org/health-library/diseases-conditions/cervical-polyps. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Anatomy of Pregnancy and Birth. Healthdirect Australia, out. 2022, www.pregnancybirthbaby.org.au/anatomy-of-pregnancy-and-birth-cervix

    Hemorrhoids. Mayo Clinic, 12 mai. 2021, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hemorrhoids/symptoms-causes/syc-20360268

    Menopause. NHS, www.nhs.uk/conditions/menopause/. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Sahu, Banchhita et al. Prevalence of Pathology in Women Attending Colposcopy for Postcoital Bleeding with Negative Cytology. Archives of Gynecology and Obstetrics, v. 276, n. 5, nov. 2007, p. 471-73.

    Tarney, Christopher M. e Jasmine Han. Postcoital Bleeding: A Review on Etiology, Diagnosis, and Management. Obstetrics and Gynecology International, v. 2014, jun. 2014, p. 192087.

    Vaginal Bleeding after Sex. Mayo Clinic, 25 nov. 2020, www.mayoclinic.org/symptoms/bleeding-after-vaginal-sex/basics/definition/sym-20050716

    Vaginal Dryness. Cleveland Clinic, my.clevelandclinic.org/health/symptoms/21027-vaginal-dryness. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Vaginal Tear. Fairview, www.fairview.org/patient-education/116680EN. Acesso em: 14 dez. 2022.

    What Causes a Woman to Bleed after Sex? NHS, www.nhs.uk/common-health-questions/womens-health/what-causes-a-woman-to-bleed-after-sex/. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Why Does Sex Hurt? NHS, www.nhs.uk/common-health-questions/sexual-health/why-does-sex-hurt/. Acesso em: 14 dez. 2022.

    Histórico de atualizações

    Versão atual (27 de março de 2023)

    Publicação (27 de março de 2023)

    Neste artigo

      Artigos relacionados