Biblioteca de saúde
Biblioteca de saúde
Calculadoras
Calculadoras
Sobre
Sobre
    O Flo a Dois chegou! Descubra as vantagens do app e saiba como criar sua conta

    Pouco fluxo: descubra por que sua menstruação desceu só um pouco neste mês

    Atualizado em 24 de maio de 2023 |
    Publicação 31 de maio de 2023
    Informação verificada
    Padrões de verificação de fatos do Flo

    Todo o conteúdo da Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

    Às vezes, a menstruação diminui como parte da variação normal do ciclo. Em algumas situações, porém, pode ser um sinal de que algo incomum esteja acontecendo. Pedimos a ginecologistas obstetras que expliquem como saber a diferença.

    Por natureza, a menstruação pode variar de pessoa para pessoa, e até a cada mês. Mas se você está se perguntando o que pode ser quando a menstruação vem em pouca quantidade, saiba que muita gente também tem essa dúvida. Assim como a duração ou o dia do mês que a menstruação desce podem mudar, também é comum haver diferenças no volume do fluxo menstrual. 

    Às vezes, o pouco fluxo pode ser apenas uma flutuação normal da menstruação. Além disso, é comum que comece leve e fique mais intensa depois. Mas, algumas vezes, a menstruação fraca pode ser um sinal de que alguma outra coisa está acontecendo. Neste artigo, três especialistas revelam os motivos que explicam a menstruação com pouco fluxo e recomendam quando é hora de buscar ajuda médica.

    Como o Flo pode ajudar você?

    Pouco fluxo: o que é considerado “leve demais”?

    Se a quantidade de sangue da sua menstruação varia de um mês para o outro, não se preocupe. “Como regra geral, o volume de sangue menstrual varia de pessoa para pessoa e até mesmo de ciclo para ciclo”, explica a Dra. Jenna Flanagan, ginecologista obstetra afiliada à Faculdade de Medicina de Harvard. 

    Antes de mais nada, é importante entender o que exatamente é uma quantidade “regular” de sangue menstrual. De acordo com a Dra. Jane Van Dis, professora assistente de ginecologia e obstetrícia da Universidade de Rochester, o sangramento normal pode variar de acordo com fatores como idade, situação hormonal e uso de medicamentos. “Em média, varia de 5 ml a 80 ml, mas a maioria das mulheres perde entre 30 ml e 40 ml”, explica ela. Para ter uma noção aproximada, isso equivale a três ou quatro colheres de sopa.

    Segundo a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), o sangramento é considerado “leve” demais quando não passa de 5 ml, ou seja, é menos do que uma colher de sopa. Além disso, geralmente também dura menos, entre um e dois dias.

    Claro que sabemos que isso é difícil de mensurar. No entanto, há outras maneiras de determinar se a menstruação teve um fluxo menor ou não, como explica a Dra. Marta Perez, ginecologista obstetra e professora assistente na Faculdade de Medicina da Universidade de Washington. “Normalmente, não digo às minhas pacientes qual é a quantidade específica em mililitros”, explica ela. “Em vez disso, pergunto quantos produtos usaram naquele mês, ou se a quantidade de sangue afetou a qualidade de vida”.

    Com base na abordagem da Dra. Perez, se durante toda a menstruação alguém usou só quatro absorventes ou tampões regulares, pode considerar que teve um fluxo leve demais. Isso porque, quando totalmente saturados, produtos menstruais de tamanho médio absorvem cerca de 5 ml de sangue.

    É normal descer pouco sangue na menstruação?

    A resposta curta é “sim”. Como cada pessoa é única, a probabilidade de sua menstruação ser exatamente igual ao fluxo de suas amigas, irmãs ou colegas é altamente improvável. No entanto, não é só a quantidade de sangue que caracteriza a menstruação leve demais. “Uma menstruação fraca pode durar menos dias ou ter uma cor [mais escura]”, explica a Dra. Perez. 

    Isso se deve ao processo de oxidação: o sangue muda de cor ao ser exposto ao oxigênio no caminho entre útero e o absorvente, ou outros produtos menstruais. E como a perda de sangue é menor, esse trajeto leva mais tempo, explica a Dra. Perez. “Quanto mais tempo o sangue fica exposto ao oxigênio fora dos vasos sanguíneos, mais escuro ou marrom ele fica”.