Pouco fluxo: descubra por que sua menstruação desceu só um pouco neste mês

    Atualizado em 24 de maio de 2023 |
    Publicação 31 de maio de 2023
    Informação verificada
    Padrões de verificação de fatos do Flo

    Todo o conteúdo da Flo Health segue os padrões editoriais fundamentais de rigor médico, credibilidade dos dados e informações atualizadas. Para entender como asseguramos a credibilidade das informações sobre saúde e estilo de vida, confira os nossos princípios de revisão de conteúdo.

    Às vezes, a menstruação diminui como parte da variação normal do ciclo. Em algumas situações, porém, pode ser um sinal de que algo incomum esteja acontecendo. Pedimos a ginecologistas obstetras que expliquem como saber a diferença.

    Por natureza, a menstruação pode variar de pessoa para pessoa, e até a cada mês. Mas se você está se perguntando o que pode ser quando a menstruação vem em pouca quantidade, saiba que muita gente também tem essa dúvida. Assim como a duração ou o dia do mês que a menstruação desce podem mudar, também é comum haver diferenças no volume do fluxo menstrual. 

    Às vezes, o pouco fluxo pode ser apenas uma flutuação normal da menstruação. Além disso, é comum que comece leve e fique mais intensa depois. Mas, algumas vezes, a menstruação fraca pode ser um sinal de que alguma outra coisa está acontecendo. Neste artigo, três especialistas revelam os motivos que explicam a menstruação com pouco fluxo e recomendam quando é hora de buscar ajuda médica.

    Como o Flo pode ajudar você?

    Pouco fluxo: o que é considerado “leve demais”?

    Se a quantidade de sangue da sua menstruação varia de um mês para o outro, não se preocupe. “Como regra geral, o volume de sangue menstrual varia de pessoa para pessoa e até mesmo de ciclo para ciclo”, explica a Dra. Jenna Flanagan, ginecologista obstetra afiliada à Faculdade de Medicina de Harvard. 

    Antes de mais nada, é importante entender o que exatamente é uma quantidade “regular” de sangue menstrual. De acordo com a Dra. Jane Van Dis, professora assistente de ginecologia e obstetrícia da Universidade de Rochester, o sangramento normal pode variar de acordo com fatores como idade, situação hormonal e uso de medicamentos. “Em média, varia de 5 ml a 80 ml, mas a maioria das mulheres perde entre 30 ml e 40 ml”, explica ela. Para ter uma noção aproximada, isso equivale a três ou quatro colheres de sopa.

    Segundo a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), o sangramento é considerado “leve” demais quando não passa de 5 ml, ou seja, é menos do que uma colher de sopa. Além disso, geralmente também dura menos, entre um e dois dias.

    Claro que sabemos que isso é difícil de mensurar. No entanto, há outras maneiras de determinar se a menstruação teve um fluxo menor ou não, como explica a Dra. Marta Perez, ginecologista obstetra e professora assistente na Faculdade de Medicina da Universidade de Washington. “Normalmente, não digo às minhas pacientes qual é a quantidade específica em mililitros”, explica ela. “Em vez disso, pergunto quantos produtos usaram naquele mês, ou se a quantidade de sangue afetou a qualidade de vida”.

    Com base na abordagem da Dra. Perez, se durante toda a menstruação alguém usou só quatro absorventes ou tampões regulares, pode considerar que teve um fluxo leve demais. Isso porque, quando totalmente saturados, produtos menstruais de tamanho médio absorvem cerca de 5 ml de sangue.

    É normal descer pouco sangue na menstruação?

    A resposta curta é “sim”. Como cada pessoa é única, a probabilidade de sua menstruação ser exatamente igual ao fluxo de suas amigas, irmãs ou colegas é altamente improvável. No entanto, não é só a quantidade de sangue que caracteriza a menstruação leve demais. “Uma menstruação fraca pode durar menos dias ou ter uma cor [mais escura]”, explica a Dra. Perez. 

    Isso se deve ao processo de oxidação: o sangue muda de cor ao ser exposto ao oxigênio no caminho entre útero e o absorvente, ou outros produtos menstruais. E como a perda de sangue é menor, esse trajeto leva mais tempo, explica a Dra. Perez. “Quanto mais tempo o sangue fica exposto ao oxigênio fora dos vasos sanguíneos, mais escuro ou marrom ele fica”. 

    Seis possíveis motivos para a menstruação fraca

    Embora seja comum, o pouco fluxo menstrual pode ser, às vezes, um indicativo de problemas de saúde mais abrangentes, e pode exigir atenção médica. Conhecimento é poder: veja seis coisas que podem explicar o que acontece quando a menstruação desce só um pouco. São elas:

    1. Variação normal

    Uma variação normal é a razão mais comum para o pouco fluxo menstrual. Em geral, você pode até achar que sua menstruação desceu só um pouco, mas talvez ainda esteja dentro dos padrões regulares. “Na verdade, cada mulher é diferente quanto à quantidade de sangue perdido durante o ciclo menstrual”, explica a Dra. Van Dis. Dito isso, se você se preocupa que tem pouco sangue na menstruação, marque uma consulta médica. Os profissionais de saúde podem tirar suas dúvidas, pedir os exames necessários e tranquilizar seus medos.

    2. Estresse ou outras influências externas

    Passar por um momento estressante pode afetar o ciclo menstrual. “O estresse pode ser causado por um relacionamento, trabalho ou até mesmo por dificuldade para dormir”, explica a Dra. Flanagan. 

    Além disso, o ciclo menstrual pode se tornar mais leve em caso de mudanças de hábitos alimentares e atividade física. De modo geral, se exercitar muito e comer pouco pode resultar na diminuição da menstruação.

    3. Efeito do uso de medicamentos ou anticoncepcionais

    Muitas opções de contraceptivo estabilizam e, às vezes, afinam o revestimento uterino para impedir a fixação de óvulos fertilizados (ou seja, gravidez). Isso resulta em ciclos menstruais mais curtos e leves. “A progesterona, especificamente, que está na composição da minipílula, do implante, do DIU e da injeção, pode fazer isso”, explica a Dra. Flanagan. O contraceptivo oral combinado faz o mesmo.

    4. Idade ou perimenopausa

    Para muitas pessoas, é normal o fluxo menstrual diminuir ou ficar menos frequente com a aproximação da menopausa, que é definida como um período de 12 meses sem menstruar, explica a Dra. Flanagan. 

    No entanto, vale ressaltar que a perimenopausa não acontece da mesma maneira para todo mundo. Enquanto algumas pessoas passam a ter um fluxo mais leve conforme a menstruação começa a escassear, outras apresentam mudanças diferentes no ciclo. “A menstruação pode ficar mais longa, frequente ou intensa”, diz a Dra. Flanagan.

    5. Desequilíbrios hormonais

    Qualquer condição que afete os hormônios, incluindo a síndrome dos ovários policísticos (SOP), disfunção da tireoide e hiperprolactinemia, pode impactar as fases do ciclo menstrual, resultando na redução do sangramento mensal. 

    “É um termo genérico”, diz a Dra. Flanagan. “Essas são apenas algumas das causas para um ciclo menstrual mais leve, mas busque orientação médica se algo preocupa você. Normalmente, é feita uma bateria de exames de sangue para determinar ou descartar algumas das condições mencionadas acima”.

    6. Gravidez

    Será que pouca menstruação pode ser gravidez? Embora muitas pessoas achem que gestantes nunca menstruam, é possível experienciar um sangramento, como explica a Dra. Van Dis. 

    “O sangramento que pode ocorrer no início da gestação não é ‘menstruação’ em si, mas pode coincidir com a data em que a menstruação é esperada”, diz ela. Em geral, o sangramento de implantação é uma pequena quantidade de sangue que escapa quando ocorre a nidação, cerca de 10 a 14 dias após a fertilização. É algo considerado “normal” e que não requer atenção médica. Por outro lado, um sangramento durante a gestação também pode ser sinal de aborto espontâneo, gravidez ectópica (uma gravidez inviável porque o óvulo fertilizado cresce fora do útero) ou gravidez anembrionária (quando o óvulo fertilizado se fixa no útero, mas não se desenvolve em um embrião).

    Vale enfatizar que é difícil fazer a distinção entre o sangramento de implantação e essas outras condições. Portanto, procure aconselhamento médico caso ocorra qualquer sangramento preocupante durante a gestação. 

    E, se você acabou de ter um bebê, a amamentação também pode fazer com que o sangramento mensal seja mais leve do que de costume.

    Pouco fluxo: conclusão

    Ninguém conhece seu corpo melhor do que você. “Mudanças em um ciclo não são geralmente um motivo de preocupação, mas se você notar que sua menstruação está ficando mais espaçada, com intervalos irregulares, ou leve demais, vale a pena consultar um médico para investigar”, diz a Dra. Perez. 

    “A maneira mais fácil de começar a lidar com os problemas menstruais é monitorar o ciclo”, explica a Dra. Van Dis. E você pode fazer isso com o Flo, onde também pode registrar outros sintomas. Dessa forma, você terá muitas informações úteis, específicas e detalhadas para fornecer durante as consultas médicas.

    É importante descobrir o motivo por trás da menstruação com pouco fluxo, pois pode ser um indício de alguma outra condição. Pode também afetar seu cotidiano, o que não tem graça nenhuma. Portanto, não deixe de marcar uma consulta ginecológica se sua menstruação está vindo com pouco sangue. Seu médico ou médica vai decidir se é necessário investigar mais a fundo e, além disso, a consulta pode servir para aliviar suas preocupações.

    Referências

    Combination Birth Control Pills. Mayo Clinic. https://www.mayoclinic.org/tests-procedures/combination-birth-control-pills/about/pac-20385282. Acesso em: 9 mar 2022.

    Fraser, Ian S. et al. The FIGO Recommendations on Terminologies and Definitions for Normal and Abnormal Uterine Bleeding. Seminars in Reproductive Medicine, v. 29, n. 5, set. 2011, p. 383–90, https://doi.org/10.1055/s-0031-1287662. Acesso em: 9 mar 2022.

    Is It Normal to Lose Your Period Because of Exercise? Cleveland Clinic, 2 fev. 2021, https://health.clevelandclinic.org/is-it-normal-to-lose-your-period-because-of-exercise/. Acesso em: 1 mar. 2022.

    Jacob, Suma et al. Effects of Breastfeeding Chemosignals on the Human Menstrual Cycle. Human Reproduction, v. 19, n. 2, fev. 2004, p. 422–29, https://doi.org/10.1093/humrep/deh057. Acesso em: 1 mar. 2022.

    Minipill. Cleveland Clinic, https://my.clevelandclinic.org/health/drugs/17707-minipill. Acesso em: 1 mar. 2022.

    Very Heavy Menstrual Flow. The Centre for Menstrual Cycle and Ovulation Research, 30 nov. 2013, https://www.cemcor.ubc.ca/resources/very-heavy-menstrual-flow. Acesso em: 1 mar. 2022.

    What You Should Know About Heavy Menstrual Periods with Dr. Cara King. Cleveland Clinic, https://my.clevelandclinic.org/podcasts/health-essentials/what-you-should-know-about-heavy-menstrual-periods-with-dr-cara-king. Acesso em: 1 mar. 2022.

    Histórico de atualizações

    Versão atual (24 de maio de 2023)

    Publicação (31 de maio de 2023)

    Neste artigo

      Experimente o Flo

      Sign up for our newsletter

      Our latest articles and news straight to your inbox.

      Thanks for signing up

      We're testing right now so not collecting email addresses, but hoping to add this feature very soon.